Eu te desafio!

11/26/2013 09:44:00 AM

É tão difícil aprender a amar

E quando enfim conseguimos
Eis que a dor da partida vem nos devorar
Estes pensamentos como verme em minha cabeça
Brotam sem cessar

É tão fácil aprender a sofrer
Quad perdemos nosso rumo
Eis que a morte chega calmamente
Ela dorme em seu leito sem você perceber
Estes pensamentos deprimentes em minha cabeça
Brotam sem cessar

Morte, eu te desafio!
Um ar gélido é tudo que recebo, quando digo teu nome?
Morte, eu te desafio!
Eu não compreendo direito o seu joguinho sujo

É tão difícil trapacear agora
Você está em alerta a tudo
Eis que você demora a enxergar uma luz
Estes pensamentos me conduzem a esperança
Que brota em mim, sem cessar...


Morte, você não é a mais forte
A dor que levo em meu peito é poderosa demais
E vai te destruir
Morte, você não é a mais forte
Sábio é aquele que em sua lágrima alimenta a fé
De um dia te destruir...


*Algumas pessoas podem até me acharem tola, mas o que eu fiz aqui foi manifestar o meu amor e carinho a um animalzinho que me deu tantas alegrias e danações. Nada mais justo que um ser humano alimentar esse sentimento até em seres que julgamos "inferiores". Como já disse anteriormente em outros posts, tudo é vida, tua é energia. Ao mesmo tempo que uma desaparece, outra surge em seu lugar. Mas é muito difícil aceitar a morte como um todo. Independente dos reais motivos que há por trás de tal evento, eu, somente eu, me nego a aceitá-la. Passamos a nossa vida toda aprendendo a amar e a ser amado. E de repente, do nada, essa Morte chega e nos tira as pessoas ou animais ou sei lá mais o que, de quem tanto gostamos. Pode ser que essas palavras sejam precipitadas, porque ainda estou abalada emocionante. Mas é simplesmente isso que estou pensando nesse exato momento. Alimento a fé de que haverá um dia em que todos nos encontraremos. Seremos energia ao lado do ser divino que nos criou. E juntos, nunca mais nos sentiremos sozinhos!!!

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários