Venenosa

1/21/2014 08:55:00 AM


Quero pintar seu nome em meu sangue
Sorver cada gota venenosa em meu corpo
Revirar o seu túmulo caçando sua alma
O arrepio em seus ossos é só o começo

Quero dançar em seu túmulo um tango
Comemorar sua ida pro mundo dos mortos
Contar cada segundo de sua ausência
E perpetuar o meu riso extasiado

Não sou mais seu brinquedo, benzinho
Meu mundo sombrio se foi com um sopro
E meu corpo não será o seu receptáculo
Cansei de ser usada, descarte  o seu amor
É só um lixo a mais que me oferece
Não sou mais seu brinquedo, bezinho
Minha dor se foi com um sopro
E o calor do meu corpo vai pendurar
Cansei de ser feliz, descarte seu amor
É só um lixo a mais que me oferece

Ontem a noite, eu joguei runas
Uma libriana romântica como eu
Precisava ser guiada pelos astros
Mentiras eu li e reli inúmeras vezes
Até que o corvo posou em mim e sorriu : " Venha, sejas minhas para sempre!!!"

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários