Noite dos Corvos

7/03/2014 11:01:00 AM

*poesia de minha autoria, pertencente ao livro III Prêmio Literário Cidade da Poesia



Linhas brancas de páginas perdidas
Cantos desesperados anunciam
A triste música escrita pelo andarilho
A chama da inocência morre
Restos de lembranças, sonhos inacabados
O banquete estará preparado
Você é meu convidado de honra!

A escuridão está sendo estuprada pela luz
O sonho tornou-se um trágico pesadelo
O final da fantasia cruel foi reerguido
Pelas paredes de mentiras e injustiças
A perfeição está na feiura de sua face
Seus olhos parecem rasgar minha pele
Abaixo de teus pés, eu te imploro para ser sua prostituta
Me toque e eu serei livre...

Quando a noite dos corvos chegar
Nós ouviremos o pranto dos loucos
Mas eu não chorarei porque eu sou forte
Juntos, nós comemos a realidade invisível
Separamos os dois mundos
E não terá perdão para você
Mas eu não chorarei, eu sou a eternidade
Nós libertaremos aqueles que por tanto tempo ficaram adormecidos
Por enquanto, aprecie a noite
Aproveite a noite
Aproveite a noite!

Mascarados fantasmas tocam os imortais
O imaculado adormece ao som dessa canção
No voo daqueles malditos corvos estarei
Olhando o mundo devorador de gente
Caminharemos na beira do precipício do prazer
Eu ofereço o meu coração como a grande recompensa
A sedução mágica evoca a ardência no espírito
Abaixo de teus pés, eu te imploro para ser sua prostituta
Me toque e eu serei livre...

Na última noite recitarei esses versos
Beberei o vinho de Baco
Dançaremos ao som agourento de sua voz
O poeta tomba em seus próprios pés e morre
As estrelas caem e a luz chora de novo
Muitos daqueles que te desafiaram
Hoje estão do teu lado, mágico desejo

Porções e feitiços na noite dos corvos
A pena negra reveste meus sonhos
No lampejo de fogo e sombras que principiam o fim
O fantasmagórico refrão “Nunca mais” se repete em minha cabeça
O pueril rapaz anuncia o dia em que você vêm
E o brilho do sol mandará esta noite macabra

Para o lugar onde nunca deveria ter saído!

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários