Bordel de Ilusões

8/04/2014 10:56:00 AM


Jogada num beco escuro e tão sujo quanto minha alma desejava estar
Relacionamentos quebrados e correntes tensa de emoções errôneas
Ouça, eu nunca estive tão tonta e procurando orientação
Apagado rastro que desejo seguir através de um coração obscurecido

Entregue a restos mortais do que fui ontem
Reconstrua-me por completo e me destrua

Repita esse ciclo de mentiras, eu posso mergulhar
Eu posso ser o que quiser
Cada vez mais consumo esse ópio pensando em você
Uma orgia de caveiras ambulante

As paredes sempre irão bloquear nosso contato
Nesse bordel de ilusões, véu por véu, eu peço
Apenas continue comigo para sempre
Para sempre

Tintas no corpo da imortal lembrança pintada por você
Veste ainda algo mais indigno que tua ignorância?
Sussurre mais uma vez uma condição para me deitar ao seu lado
Nesse chiqueiro de sonhos destruídos e mentes arruinadas

Entregue a restos mortais do que fui ontem
Reconstrua-me por completo e me destrua

Sabes por onde começar a fazer sangrar?
Eu posso ser o que quiser
Mande embora esse medos perturbantes
Sinta a morte chegar agora

As paredes irão sempre bloquear nosso contato...

Quando uma garotinha se entrega ao destino
O que resta dela é simplesmente esquecido

As paredes sempre serão nosso cativeiro
Nesse bordel de ilusões não há dia
Apenas continue comigo para sempre
Continue...

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários