Minha confissão

8/09/2014 04:50:00 PM

Olá, boa noite. Aqui não é a porra de um alter ego...Esta sou eu, Raquel, revoltada. Simplesmente estou cansada de dizer o quanto estou cansada por esperar que a merda das coisas mudem e elas não acontecem. Por que raios eu fui colocar meus sentimentos acima de tudo? Eu poderia ter pensando em ascensão profissional, em ser rica, em ter bens materiais, em ser uma pessoa arrogante e insensível, mas esse meu maldito coração e essa mente de uma doente infantilizada não me deixam em paz. Eu bato na mesma tecla sempre porque oportunidades me são negadas diariamente. Sempre penso que encontrei algo melhor pra mim, um foco pra minha ira por ainda estar sozinha... e a cada decepção, mas essa bola de neve de mágoa, ódio, ira crescem dentro de mim, alimentando um monstro que não sei por quanto tempo mais vou mantê-lo adormecido. Não tenho vergonha de mostrar minhas fraquezas. Não tenho vergonha do seu sentimento de pena por mim, de sua falsa misericórdia, de sua risada por eu ser tão otária de estar escrevendo tais coisas ou de sua crença de que eu sou  uma pessoa perturbada mentalmente. Não ligo. Apenas, se eu não vomitasse isso, eu ia chorar... e muito. Sinto que minha cabeça está prestes a explodir por causas desses sentimentos. Terei que ser muito mais forte, porém enquanto não aprendo, o desabafo é minha melhor opção hoje. Minha raiva de hoje será eterna em mim ou os céus providenciaram um alívio para minha alma? 

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários