Capítulo 13: Manifestações

9/22/2014 05:53:00 PM

Era a hora de mais uma aula. Observei atentamente a sala de aula, procurando por algum sinal de Lindsay.

"Ela não virá hoje, só porque teremos teste de matemática. Mas não tem como ela fugir. Amanhã será o dia em que ela vai cair", disse minha querida 'amiga' Wanessa.

"Quem vai cair, Wanessa?" Minha voz a envolveu e por um momento eu achei que ela fosse me revelar a verdade, quais eram os seus novos planos. Ela me olhou direto nos olhos e deu um sorriso malicioso.

"O senhor não vai parar de ficar escultando nossas conversas...", retrucou a aluna.

"O problema, minha cara Wanessa, é que não estamos em um programa de talk show. Estamos numa sala de aula e enquanto eu estiver aqui, você não vai mais falar, ok?" Em seguida, fiquei perturbado com o que acabara de acontecer. Eu via a agonia em seus olhos, a medida que forçara para falar e não saía nenhuma palavra. Na minha cabeça, eu sabia o que havia acontecido. Isso era fruto de meus sentimentos exaltados. Dirigi meu olhar a Siegfried, que me observara de longe. "Ok, senhorita, fale somente o necessário. Não leve tão a sério minhas palavras. Sou um pouco persuasivo demais. O que aconteceu com sua língua?" Como se acabasse de recuperar o fôlego e sua voz, ela bradou: 

"Maldito seja! O que fez comigo?"

"O que está fazendo consigo seria a melhor resposta." Nessa hora, Lindsay chegou e uma onda de paz se apossou de mim. Não sei qual seria o próximo passo que eu estava prestes a dar, porém agradeci aos céus por sua reconfortante companhia. 

"Bem, eu vou aplicar a prova hoje. Ei, você, Lindsay, Rachel, Marx, Mário e Cinthia, sentem bem pertinho de mim. E você, Wanessa, converse menos". 

Ass: Brandon
_______

Eu estava nervosa na frente dele. A ponta do lápis quebrou de tanta força que eu estava fazendo. Juro que nesse silêncio, eu podia ouvir sua respiração bem pertinho de mim. Se eu estivesse em pé, minhas pernas estariam cambaleando . Eu nem me concentrei direto nessa prova por causa de tamanha felicidade. Esse seria o teste mais estúpido que eu faria em toda a minha vida. Marx me beijou! E eu ainda podia sentir o gosto de seu beijo em meus lábios. Se isso havia sido um lindo sonho, eu espero sinceramente não acordar tão cedo...

Ass: Uma sonhadora ...

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários