Morto

9/16/2014 05:26:00 AM


Ação!
O filme recomeça
Sedução
A hora mais sombria

Quando eu me submeto, ao seu mais cruel desejo, acreditando que a vida se resume a isso

Sozinha
Minha mente trava
Armação
Um morto bate a minha porta, clamando uma morada, quando meu coração já disse NÃO!

Não há mais espaço para alguém quem zomba de meus sentimentos
Você já está morto
Não há razão de continuar a sonhar variações de realidades inacabadas
Você já está morto

Gélido!
Toque infintas harmonias em um instrumento feito para me atrair
Desejo
Seus truques baratos podem me deixar encabulada, mas eu resisto

Quando eu me submeto a esperar estar bem para continuar de pé, um novo caminho

Um morto bate a minha porta, insiste em uma morada, quando meu coração não cansou de dizer NÃO!

Não há palavras engasgadas a serem ditas, mãos que sufocam, ar que escapa
Você já está morto
Não há nenhum grito, nem vergonha que me atinja pois eu encerei nossa história
Você já está morto

Criados para seguir contos de fadas e príncipes tão perfeitos
Esquecem de dizer que há alternativas a serem seguidas
Deixem essas histórias serem arremessadas ao inferno
Nós podemos ser felizes contemplando a solidão
Deixem essas mentiras serem arremessadas ao inferno
Nós podemos ser felizes apenas olhando o céu

Não há mais espaço para alguém que zomba de meus sentimentos
Você está bem morto!

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários