Ares de dezembro

12/09/2014 04:09:00 AM


Sinto a lágrima cair sob a neve branca
Deixando um rastro que você passou aqui
Uma estranha procura se encaixar nesse mundo
Quão cruel são as pedras que lhe são lançadas
Uma estranha desejando ser uma forma fantasmagórica



Mas se você me ama, mantenha acessa a chama
Quem sabe um dia eu acerte o caminho e retorne pra você

Meu adeus, minha amada sombra, partes agora
Embalada em doces ares de dezembro
Quando as crianças esperam ansiosas  o presente
Numa árvore de natal secreta você se esconde
Quando as crianças são agraciadas por serem boas
Você é brutalmente castigada, engula o choro

Mas se você me ama, mantenha acessa a chama
Quem sabe um dia eu acerte o caminho e retorne pra você

Ah! Não posso aguentar
Eu quero que esse mês seja eterno
Um sino a tocar, você virá me salvar???

Mas se você me ama, mantenha firme a promessa
Quem sabe um dia eu esqueça o que você fez comigo
E retorne pra você...


  • Share:

You Might Also Like

0 comentários