Lugar

2/06/2015 10:01:00 AM

*poesia antiga anotada em um caderno empoeirado

Lugar nenhum o encontro
Lugar nenhum o vejo
Lugar nenhum escuto você me chamar

Sinto que você está perto
Ao mesmo tempo está longe
Sinto o meu coração bater
Ouço passos finalmente
Nossos olhares se cruzam
De nada valeu
Você vai embora
E leva consigo a esperança de um dia te encontrar

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários