Capítulo 2: Sonhos

5/05/2015 09:22:00 AM

Eu sonhei com Lindsay. Não a Lindsay que dormia ao meu lado. Uma Lindsay aflita por ainda estar nas trevas. Uma Lindsay temerosa e triste. De repente, eu vi os olhos negros de Siegfried. Cassie surgia com lágrimas nos olhos.

"Desculpe, Brandon. Você está sendo usado. Precisa se..." Essa mesma frase surgiu quando depois do acidente abracei Lindsay. Ela parecia minha antiga e estimada aluna de antes. Mas logo se recompôs e voltou a ser a mulher que eu tanto amava. Eu despertei. Na verdade "Lindsay" me acordou. Eu reparei na sua face angelical e de alguma forma, eu me sentia feliz por ainda estarmos juntos.

Ass: Brandon


***


Eu cai no chão como se fosse possuída por convulsões. Brandon veio me socorrer, sem entender nada. Uma hora eu estava de pé, sorrindo, feliz. Outra, estava sofrendo um ataque de... personalidades... uma luta de almas.





"Ela é a Lady Black Raven da lenda indígena!" Um trovão rasgou o céu naquele momento, seguido de uma tempestade. Abruptamente o tempo mudara do nada. Brandon permaneceu parado. Somente ele sabia da lenda. Desde que eu voltara como Lindsay, ele nunca ousou dizer nada sobre as razões pelas quais eu realmente tinha voltado a vida. Por momentos, eu pensei que ele desejava apagar de sua mente a memória de todo o seu sofrimento e seguir em frente, como se eu não tivesse sido ressuscitada por um colar mágico... Maldita Lindsay!

"O que você disse?"

"Pare de dizer besteiras, Brandon... Eu estou aqui, amor. Só um pouco perturbada. O outro lado é muito mais sombrio do que aqui... e bem solitário... Você conhece semelhantes dores e amores perdidos dos quais você não tem a mínima ideia. Condenados, lá estão, aumentando em suas almas a dor e o desejo de vingança, sendo consumidas pela escuridão que lhes acolhe e lhes estrupa diariamente. A mesma mão que te afaga, realmente te bate. E como dói ver tudo sendo destruído, toda esperança desaparecendo, toda fé morrendo. Você não pode falar nada. Seus pensamentos ressoam em sua cabeça. Por pouco, você está prestes a enlouquecer. Talvez nesse processo você encontre a verdadeira razão, o verdadeiro motivo de ainda estar de pé. Eu senti isso, Brandon, assim como você. Inúmeras vezes sofreu e vivenciou isso. Por mais que tente ser forte, você sempre cai. Porque ela não está lá para guiar seus passos..."

Com isso eu o envolvi em meus braços.

"Não há nada a temer. Eu sei, Brandon, que alguma espécie de magia me proporcionou lembranças e esperanças de uma jovem índia. Enquanto muitos mataram uns aos outros para provar de tal feitiço, você usou esta mágica por amor. Eu preciso ir agora. Você já fez demais por mim. E há certas pessoas que tem uma dívida pendente comigo, que devem ser pagas."


  • Share:

You Might Also Like

0 comentários