Capítulo 4: Confusões mentais

5/12/2015 08:57:00 AM

"Agora eu entendo pai, esse tal plano de libertação da Carol... Ela é uma louca! Quase morri por culpa dela. E tudo que eu desejava era apenas estar em paz. Eu queria esquecer meu papel medíocre de encenações cruéis, em histórias de humilhação e zombação da qual, fui antagonista. Eu sempre soube que este mal que eu plantei, retornaria pra mim...Não posso culpar ninguém além de mim mesma.

Ass: Wanessa"

***


Brandon teve a certeza, diante de todos os fatos ocorridos, de que eu não era a Lindsay e sim, a Lady. Contudo, ele achou melhor eu pensar que ele acreditava em toda a história que eu contara. Eu assumi uma vingança que era de Lindsay, mas pensando em minha dor... Fiz o que achava que era certo pra mim, pois pensava sempre em seu sofrimento, vitimada pela traição. E a garota Lindsay, demonstrou o seu poder quanto atentei contra a vida de suas "amigas". Mas lá no fundo, não era isso que ela desejava? Punir suas amigas com sua morte? Pena... acabou punindo a si mesma... Se realmente Lindsay tivesse uma segunda chance de vida, ela seria tão má como eu? Como ela poderia ainda demonstrar misericórdia de todos aqueles que lhe fizeram sofrer? 

Ass: Lady

***
Preciso voltar a assumir plenamente o meu corpo. O convívio com pessoas que sem querer tiveram uma importância em minha vida, me deu forças de quebrar as correntes mágicas que prendiam minha alma no mundo dos mortos. Descobri que o resto foi uma grande ilusão. Eu estou em meu corpo disputando espaço com outra alma. Por mais poderosa que seja, este corpo é meu, os problemas são meus, a família é minha e Brandon... Brandon... oh céus! Ele foi meu... Mesmo inconsciente, eu senti ele fazendo parte de meu corpo e eu do dele...Podia sentir todas as sensações que outrora foram bloqueadas. A Lady queria me transmitir ou dividir o prazer de estar na cama com o homem que me  amava. As lembranças vem e vão... e eu continuo me agarrando a elas. E dentre elas vem um pensamento mortal: em quem reside a verdadeira vingança da Lady? 

Ass: Lindsay

***

Me encontro dividido entre essas duas mulheres. Pedi a ajuda de Érica, a respeito da pesquisa que ela e minha falecida esposa fizeram sobre a tribo Haida. Descobri posteriormente, que a Lady fora traída por quem mais amou. Agora entendi suas palavras... Ela fizera um teste comigo para saber se eu seria capaz também de traí-la. Quando fui agraciado com este colar, poderia não mais temer a morte e usá-lo para meu próprio ressuscitamento. Ao invés disso, fui guiado pelo amor, e mesmo fracassando quando utilizei o colar na esperança de rever minha esposa morta, mantive a esperança de ainda usar o colar por amor. O que de fato, esta mulher quer comigo? Por que escolheu Lindsay para ser seu tabernáculo? Por mais motivos bondosos que residam em seu coração, ela mentiu para mim, me fazendo crer que era a Lindsay. Minha verdadeira garotinha está por ai perdida no mundo dos mortos. Como farei para mandar de volta a Lady, para "as trevas infernais"? Preciso de um plano urgente! E de mais leituras sobre esse tipo de ser que está convivendo comigo.

Intrigado, Brandon




Vida Após a Morte

Não feche seus olhos para mim
Eu quero te fazer ver
O nossos destino, como deve ser
Deixe a escuridão desaparecer
Encontre conforto em minha sombra
Porque você não está sozinho, você não está sozinho

Nós podemos ver, nós podemos sentir quando estamos vivendo após a morte?
Você sabe? Como eu sei que devo acreditar em você?
Porque eu acredito
Podemos esperar? podemos amar? pode ser esse o nosso destino?
Porque eu estou ouvindo
Eu estou ouvindo
Você

Não feche seus olhos agora
Pare de me contar suas mentiras
Não viva com medo, pois eu não irei sumir
Espero que você entenda
Eu lhe ajudarei
Então venha à mim, porque eu irei te libertar

Quebre o silêncio
Preencha este vazio
E creia em dias melhores

Nós podemos ver, nós podemos sentir quando estamos vivendo após a morte?
Você sabe? Como eu sei que devo acreditar em você?
Porque eu acredito
Podemos esperar? podemos amar? pode ser esse o nosso destino?
Porque eu estou ouvindo
Eu estou ouvindo
Você

Não me quebre agora
Não me diga que tem fim
Vamos achar outro jeito de fazer as pazes
Não me odeie agora
Não vá para o outro lado
Pois ainda há muito pra ser dito por nós dois

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários