Adeus: Contos da menina, da mulher e do lobo- parte 1

10/28/2015 04:35:00 AM


Onde você se esconde pequeninha de cachos cor de ébano?
Uma árvore falante no bosque negro sorri e aponta a direção
Devo entrar nesse lamaçal e te resgatar, ou voltar para casa e te esquecer?

Onde você se esconde doce sonhadora cuja as histórias alimentaram
A falsa ilusão de que cores vibram como um som a ressoar em seu violão
Devo erguer um altar em seu nome ou uma lápide dizendo adeus?

Lindas fadas dançam sensualmente para mim
Despindo-me a restar somente os ossos
Repouso na cama de um lobo pronto a violar-me
Esqueço da promessa que te fiz
Adeus! Até nunca mais!

"Não há como ouvir meus gritos
A magia é mais forte do que eu pensei
Estou a sacrificar-me por você, querida!
Selemos este pacto com um beijo!"

E eu beijei a mim mesma em um espelho
Meu corpo está em algum caldeirão de pensamentos mundanos
Devo entrar nesse lamaçal e te resgatar, ou voltar para casa e te esquecer?

Lindas fadas dançam sensualmente para mim
Despindo-me a restar somente os ossos
Repouso na cama de um lobo pronto a violar-me
Esqueço da promessa que te fiz
Adeus! Até nunca mais!


Adeus!

"Não!"

Fim...

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários