Capítulo 8: Um amor silenciado pela missão

11/14/2015 06:16:00 AM

Sou visto como o filho do mal vivo a habitar o Reino Mágico de Mystic. Antes, eu era apenas o filho de um simples casal de aldeões subjugados ao poder tirânico de uma bruxa chamada Bruxelis Kim ou Kayska, minha verdadeira mãe. Fui resgatado da miséria mais feliz de minha vida para ser exposto ao luxo, ao poder e a dor. Quantas confusões no coração de um pobre garoto me atormentaram durante dias. Quantas revelações a mais me aguardavam, dia após dia, no caminhar rumo a verdade sobre minha existência.

Estou sendo criado como exemplo de que o poder de Bruxelis só será compartilhado para aqueles que realmente estão dispostos a fazer sacrifícios de sangue em prol de minutos de vislumbre de uma energia negra e sedutora a corroer seu corpo e penetrar em sua alma. Quantos ensinamentos obrigados me fizeram ser o que sou hoje... Quanta ajuda recebi de meu pai, meu guia nessa jornada rumo ao resgate da única esperança de meu reino, capaz de derrotar Bruxelis.

E nessa missão, deixei de lado o meu coração. os meus sentimentos. Sempre fui um estrovo, um intruso, um estrangeiro, naquele lugar chamado Terra, um lunático, um desacreditado, antes de me converter na única verdade para a razão da existência de um garoto chamado Makato e duas jovenzinhas chamadas Aiada e aquela que realmente mudara a minha vida: Ninska ou como eu conhecia a princesa Saíres.

Meus sentimentos naquele momento em que nossos olhos se cruzaram não tiveram importância para mim, a princípio, pois a missão maior deveria ser a meta final a ser alcançada e qualquer desvio significaria o fracasso total de minha existência.

Tive que fazer com que o meu confuso coração se contentasse com as horas em que juntamente com nossa mentora, a senhora Luci, ensinava o que aprendi sobre magia da luz aos meus novos discípulos.


Ass: Hélis

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários