Resenha do livro Ecos da Alma

12/16/2015 06:41:00 AM

E por fim, minha última resenha de um livro de antologia de poesias: o ECOS DA ALMA, de Guaraciba Micheletti (organizadora) da editora ANDROSS.

PREFÁCIO:

"Portanto, se você gosta de escrever, escreva! Se não goste, escreva mesmo assim. Não importa se no meio eletrônico, no meio impresso, ou até mesmo no corpo, como fazia Sade!" (Reynaldo Bessa, p. 23).

Apresento os melhores versinhos dos poemas que mais gostei ;)

A TERCEIRA ÁGUA- JOÃO B. A. NETO
"Santa é do pau oco
Que animou cabarés
Do fogo, sobrou pouco
Nenhum homem a seus pés" (p. 40)

MENINO DA RUA- VALMIR SALES
"Humano!
Humano que nada!
Me confundem com o lixo
Que dorme nas calçadas" (p. 43)

DELÍRIOS- JÚNIOR MORENO
"Estilhaços de tempo
Cortaram meu rosto
Numa noite vazia
Desfiz os meus pactos
Absorvi os impactos" (p. 57)

CADÊ VOCÊ?- NETO  MORAIS
"Já faz tanto tempo que o amor não encontra a minha alma
Que meu coração está inerte
Sem vida" (p. 65)

CANTO DA ESPERANÇA- NETO MORAIS
"Ame as crianças, os pássaros, a aurora
Esqueça o relógio, o celular, o computador, as tuas digitais" (p. 105)

AO INFORTÚNIO DO MUNDO- GERY ALMEIDA
"Tenha paciência com Deus, isso é fé!" (p. 111)

NATUREZA- GENHA AUGA
"A natureza não morre, recupera-se
(...) O homem, esse desaparecerá, verá!" (p. 169)

DOCE ILUSÃO- KALYNE NÓBREGA
"Fazia rimas e versos
Minha vida era uma poesia
Até o dia em que descobri
Que você não me queria" (p. 183)

DE ANIMA MEA II- DANIELA SANTOS NASSETTI
"Estrela da minha escuridão
Brilhe como um raio de sol" (p. 197)




  • Share:

You Might Also Like

0 comentários