Tag

Tag: Coisas que adoro que você pense de mim! Só que não!

12/08/2015 03:38:00 PM

Resultado de imagem para smile diabinhoRaios, me partam! É cada uma que a gente tem que ouvir, e pior ainda quando são pessoas que convivem com você e que supostamente era pra te conhecer bem. Mas as coisas não são e nunca serão do jeito que você sempre quer, não é mesmo? Muitas vezes, as pessoas que eram pra te valorizar, são as que te criticam por um suposto "bem", sem contudo, tentar entender o que de fato você faz ou deixa de fazer. Então vamos para a tag maluca e revoltada de hoje: 

 Coisas que adoro que você pense de mim! Só que não!

1. A pobrezinha... parece que passa as 24 horas do dia chorando

Não é por ser ultrarromântica, gostar de doom e gothic metal, vestir preto, parecer as vezes uma emo (que por sinal devemos quebrar os preconceitos em relação a eles, pois na minha opinião, são as pessoas mais verdadeiras que existem... é claro, tirando aquelas que seguem modismos... falo dos legítimos que expressam realmente aquilo que sentem, não importando se é tristeza, choro e seus derivados) que significa dizer que passo as 24 horas envoltas dos sentimentos decadentes da alma humana, manifestados no choro, que por sinal é libertador, em certos casos e problemas. Isso é mais uma questão de sensibilidade que todo o poeta deve ter e ainda mais: a capacidade verdadeira de extrair de seus sentimentos, as palavras que traduzem dilemas pessoais que outras pessoas também vivenciam!

2. Mais que puta egoísta que só pensa em si. Ela acha que carrega todo o peso do mundo. Faz mais do que sua obrigação, queridinha!

Todos nós temos os nossos problemas e algumas pessoas tem uma capacidade a mais no quesito de lidar com eles. Não vejo como egoísmo pensar em mim, em certos momentos, pois além de viver em doação aos outros, há momentos em que você precisa refletir sobre si mesma, para que haja o amadurecimento e fortalecimento espiritual e que você esteja apta a carregar, juntamente com os outros, o peso do mundo. 

3. Acho que a morada perfeita dessa doida é o cemitério

Novamente o preconceito que rege na mente de que pensa que todo o ultrarromantismo é um mal ligado somente a morte/cemitério e seus derivados. Tenho o maior respeito por cemitérios, pois para mim é o lar de descanso de almas que já sofreram tanto em vida. Vejo como um lugar sagrado e de energias que deve permanecer em paz. Acho interessante aqueles que promovem momentos de leitura em tal local, mas de minha parte só visitarei um quando estiver morta. Essa é minha relação com cemitérios.

4. Essas músicas de funeral e morte atraem as coisas ruins pra sua vida 

Eu acredito que o bem ou mal atribuído a uma carga energética em uma música, é você que escolhe. Quando estou triste, procuro ouvir baladinhas tristes, porque me sinto bem. Do mesmo modo que alguém feliz, escuta ritmos mais agitados. É uma questão de você achar um equilíbrio e não ir de um extremo ao outro. Músicas são momentos e quando você sabiamente usa elas para te fortalecer, você atribui a elas significados que outras pessoas não tem ideia que tal música possa possuir. Nossos pensamentos é que podem atrair coisas boas e ruins. E mais do que isso: o que está escrito para acontecer em sua vida, sendo algo bom ou ruim, de crescimento ou afundamento em poços profundos, não relação com o que você escuta.

5. Essa menina tem sérios problemas psicológicos
 Ah, coitad(a)(o)(x)!

6. A arte que essa menina supostamente faz só fala de sofrimento e tristeza

Puta merda! Batendo na mesma tecla porque é o que mais escuto. Nada, nada, nada a ver! O que eu escrevo é aquilo que sinto, que me identifico, são meus dilemas, receios, fantasias, etc. Lamento que você ache que é depressivo, triste, sombrio, etc. É muito mais do que isso: é a verdade dos meus sentimentos e se eles são aquilo que você supostamente pensa (negativismo, escuridão, assombração, blá blá blá), eu só posso deixar você e seus pensamentos livres. O importante é o que de positivo eu obtenho aqui no blog: leitores e parceiros que acreditam naquilo que escrevo, que se identificam e que me dão forças pra continuar com MINHA ARTE LITERÁRIA. E o mais importante: enquanto Deus me dê forças pra me levantar todos os dias, ideias e pensamentos pra escrever minhas histórias, me mostrar o mundo do qual eu referencio ou crio, não haverá nenhum mortal que possa destruir aquilo que estou criando!



  • Share:

You Might Also Like

0 comentários