Trem maluco

12/03/2015 09:15:00 AM

Em um trem maluco, somos meros passageiros sexuais
Esperando quem será o próximo dessa orgia
Venha mais bebidas, eu não quero sobriedade
Somente tocar nas tuas curvas em formas de guitarra
E sentir tesão de tê-la só pra mim

Em um trem maluco, de carnavais fora de época
Sem permissão de novos convidados
Lotado de distrações, enterro meu coração
Mais rápido, o choque com o mundo em que vivo
Será tudo que restará dessa rápida transa

Só sexo, só sexo, só sexo, Freud já professava
O maior vilão ou o melhor amante que você terá
Só amor, só amor, só amor, a escritora pedia
A melhor morte ou o renascimento para outra vida

Saía de cima de mim, saia de cima dela, covarde!

Em um trem maluco, de dedilhados e riffs rasgados
Em uma composição cósmica, drogada e sem virtudes
Lágrimas poderão demonstrar o quanto estou arrependida?
Ela me oferece mais bebida e me beija, o que fazer?
Ela já vive em minha cabeças há eras, bem vinda Aquário!

Só desejo mais uma dança antes da transa.


  • Share:

You Might Also Like

0 comentários