Capítulo 2: Água negra como o breu

1/09/2016 07:24:00 AM

Eu confesso que estou hipnotizada, em meu momento de eleição de banda musa inspiradora... No início de minhas composições musicais, há traços nítidos de um romantismo juvenil, senão bobo, que logo é substituído por toda a negatividade da verdade de traições, mentiras e enganos que um relacionamento pseudo-amoroso pode despertar...

Contudo, novos horizontes se abrem e são bem mais convidativos.... Logo, estou explorando alegorias da realidade, críticas sociais e deixando que meu egoísmo ultrarromântico, ceda espaço para outros questionamentos... 

Nesse momento, encontro-me apaixonada pela banda Flowing Tears e vivendo minha bigamia com Stefanie e Helen, duas vocalistas extremamente carismáticas e abençoadas com sua voz que toca minha alma, eis que por meio desta banda, vejo a oportunidade de renovar meu projeto literário-musical. Foi a partir do álbum SERPENTINE que tive meu primeiro contato com a música JUSTINE e com as obras de MARQUÊS DE SADE e assim, surgiu meu projeto THE KISS OF MY JUSTINE.

O intuito inicial de meu projeto é expor músicas com o coração, com a voz e violão, estilo capela, sem programas de estúdio, nem nada artificial, toda a emoção expressa no amor, no ódio, na raiva, no desprezo, na busca da verdade daquilo que somos, enfim.... O primeiro cover oficial do projeto TKM, é a música Pitch Black Water da banda Flowing Tears, óbvio.

Espero que curtam e que gostem. Esqueça a voz nada trabalhada, ou os erros em algumas notas do violão (na primeira versão contei com uma ajudinha extra rsrs), ou erros no inglês...como eu disse anteriormente, o intuito é expor o coração nu e cru!



https://www.youtube.com/watch?v=S9su2QhPwkQ&feature=youtu.be

Ouça a música original
 

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários