Capítulo 5: Submissos pensantes

1/16/2016 06:57:00 AM

Um teste de lealdade foi pedido pelo Mago negro ao Destruidor: uma espécie de comprovação de que ele estava junto nesse plano maligno. É proposto ao Destruidor que como retribuição de futuros favores de poder, lhe fosse oferecido a alma do Mago Ancião. O Destruidor recordou-se de que foi por atentar contra a vida deste ser mágico, que ambos foram punidos.

E agora, ele deveria correr o risco, caso não desejasse se tornar mais um escravo nas mãos do Mago Negro. Talvez, de uma certa forma, o Mago Ancião fosse o único neste mundo para enfrentar novamente o Mago Negro. E isso iria garantir a efetiva banição do Mago Negro e preservação do trono do Destruidor, perante o seu mundo dos espíritos.

Esse seria o primeiro plano...

O Destruidor sabia que o Livro do Conhecimento não seria capaz de revelar a verdade oculta da morte: essa seria a sua vantagem. A morte era um mistério do qual ninguém pode ter a capacidade de compreender e essa artimanha constituiria o segundo plano do Destruidor, já executado.

Assim que ouviu a proposta do Mago Negro, o Destruidor pediu alguns dias para que fossem feitos os rituais possíveis  para que a morte do Mago Ancião fosse executada. E sendo assim, ele cumpre com a promessa.

Ao passar pela Ponte dos Espíritos, o Mago Ancião está rumo ao seu novo lar. Contudo, ele já presume que havia algo sinistro naquele mundo, e talvez, aquele dia para morrer não fosse o real. Algo  como que forçado pelas circunstâncias que ele já conhecia. Mais uma batalha estaria prestes a acontecer.

"Já cumpri com minha parte do trato. Agora o Mago Ancião é todo seu!", disse o Destruidor, desconfiado que agora ele seri a próxima vítima do Mago Negro, já que não lhe restara forças suficientes para combater tal entidade.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários