A queda

4/16/2016 10:04:00 AM


*poesia antiga anotada em um caderno empoeirado

Resultado de imagem para anjos caídos

A noite afora das nuvens de tristeza
Está a sua espera
Com névoas de memórias caminhando
Eu fecho os meus olhos

Toda queda abaixo da vida
Toda queda acima de você
E o que eu estou fazendo?

Sem sentir a energia do universo
Atravessando o seu corpo
Sem o seu toque, não sou ninguém
Me guie até a verdade

Um dia eu esquecerei seu rosto
No mesmo dia, você me odiará
Eu começo a rir de minha dor
Eu fecho os meus olhos

Assim rápida e mortal será a queda!

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários