Baluarte da Solidão

5/24/2016 11:41:00 AM



*poesia antiga anotada em um caderno empoeirado
Resultado de imagem para baluarte

O medo não pode ser maior do que minha esperança
De continuar rumo ao novo horizonte
Enfrentando a escuridão que me faz
Seguir cada vez mais confiante

Não deixei meu coração continuar sofrendo
Ele não merece este sacrifício
Não paguei pelos erros dele
A justiça irá permanecer adormecida

Sigo o caminho rumo ao Baluarte da Solidão

Ele sorri para mim e desaparece
É só mais um astucio fantasma               
Que procura um jeito de me atrair
Para que eu caia no abismo

Me fornecendo mais corda para que eu me enforque
As lembranças que continuam vivas
Uma hora ele quer me ajudar a seguir
Outra hora ele quer me destruir!


  • Share:

You Might Also Like

0 comentários