Silêncio

7/08/2016 10:08:00 AM





Na caverna da bruxa solitária
Eu ouço o nada soar como arrepio
Seus olhos possuem um brilho doentio
Me apego a sua mágica sombria

Ela dança em meu corpo gélido
Sou o palco de seu horror ciumento
Manipula minhas palavras com um gesto
Meu silêncio é teu silêncio nesta orgia

Voando em suas asas nas vestes negras do destino
Eu sinto o seu olhar devorar toda a luz de minha alma
Juntas poderemos achar novas trilhas indecifráveis
Voando na partitura de notas do silêncio que aqui reina
Eu sinto o seu olhar desaparecendo
Juntas poderemos pensar em como surgirá um novo amanhecer
Na era perfeita do meu renascer!

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários