Morra para o mundo

1/05/2017 09:58:00 AM





Lenore, criança, alma de artista
Paira entre as nuvens teu doce nome
E aonde que teus pulos levem
Há sempre o rastro de uma sombra
Em ti e por mim eu estive sob a chuva
Pensei ter lavado meus medos
E que erro ao saber que nada adiantou

Eu quero confessar
Que esta agonia sinfônica
Vai encerrar seu ciclo, oh Lenore
Eu quero confessar
Morra para o mundo
Assim tudo ficará bem, oh Lenore

Lenore, criança, aprendas a andar
Paira entre as nuvens teus desejos
E aonde eu lembro sou parte dele
Há sempre meu nefasto ser
Em ti e por mim, selemos nosso destino
Pensei ter deixado bem claro o tratado
E que erro ao saber que escapastes, minha borboleta

Eu quero confessar
Que esta agonia vai acabar
Vá ser livre, meu anjo, oh Lenore
Eu quero confessar
Morra para o mundo ( e por mim )
Assim tudo ficará bem, oh Lenore!


  • Share:

You Might Also Like

0 comentários