Jardim do Coma

2/22/2017 10:47:00 AM


Um anjo adormecido repousa em mim
Zelo seu sono sem me atrever a despertá-lo
A paz que ele transmite transborda em meu ser
Eu não consigo mais dizer meu nome

Um anjo adormecido, sem forças, sem fé
Perdido em seus dilemas, segredos a confessar
Eis me aqui, disposta a ouvir o seu choro
E rogo para que desperte mais uma vez

Em meu Jardim do Coma
Embalo o seu sono
Na mais triste canção
Notas do coração
Em meu Jardim do Coma
Eu colho as flores mortas
Na mais triste canção
Ressoando no coração

“Dei-me a harpa, eis a hora do meu cantar”

Um anjo adormecido sorri e me convida
A sentar ao seu lado e calada escutar
Histórias de paz, guerra, amor e dor
Imolarei no altar o seu dizer
Em meu Jardim do Coma
Embalo o seu sono
Na mais triste canção
Notas do coração
Em meu Jardim do Coma
Eu colho as flores mortas
Na mais triste canção
Ressoando no coração

“Não posso mais chorar
Pois lágrimas não tenho mais
Carrego o fardo do errar
Oh, Deus, o Senhor pode me perdoar?”

Em meu Jardim do Coma
Embalo o seu sono
Na mais triste canção
Notas do coração
Em meu Jardim do Coma
Eu colho as flores mortas
Na mais triste canção

Ressoando no coração

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários