Resenha do livro O quilombo encantado

2/11/2017 10:53:00 AM


MAIRTON, Marcos. O quilombo do Encantado. Editora Conhecimento. Ilustração Jabson Rodirgues. Editora Conhecimento. Fortaleza, 2010.


Pela primeira vez estou resenhando um livro de literatura infantil aqui, e pretendo continuar fazendo isso com mais frequência. O livro em questão é dividido em dez capítulos e a seguir, teremos o resumo da história:

CAPÍTULO 1
O desenrolar da trama é cem anos o descobrimento do Brasil pelos portugueses, mais precisamente no Forte de São Sebastião. Antonio, filho da escrava Bernada, é um dos protagonistas da história. Ao presenciar a agressão de um capataz em sua mãe, Antonio o agride e foge, visto que sua mãe temia que fosse morto. 

CAPÍTULO 2
Agora Antonio é um escravo foragido. Não podia pedir ajuda a ninguém: nem aos índios Tupinambãs e nem aos Potiguaras. Pensou que poderia pedir ajuda aos índios Tremebés, por ser inimigos dos Tupinambãs e temido também pelos portugueses.

CAPÍTULO 3
Antonio fora encontrado na mata e os índios o acolheram, apesar de certa cautela, de modo que se os portugueses ameaçasse a tribo, Antonio deveria partir, para evitar batalhas sangrentas.

CAPÍTULO 4
Sendo chamado na tribo/quilombo por Antô-iunã, o mesmo ensinou aos índios a arte da carpintaria. Tomé ou Midinapá era o filho de Antonio com uma índia local.

CAPÍTULO 5
Escravos fugitivos se instalaram no quilombo.

CAPÍTULO 6
Os Tupinambãs começam a ter um contato com os índios Tabajaras.

CAPÍTULO 7
Anos depois, Tomé, já adolescente, resolve junto com outros índios, resgatar escravos. Contudo Tomé é preso.

CAPÍTULO 8
O quilombo encantado era o apelido dado pelos portugueses ao lendário espaço temido, no qual era instalado o quilombo do qual Tomé fazia parte. Já fazia 30 anos desde a fuga do Antonio, e na oportunidade, mesmo sem saber, o neto encontra-se com a avó, que ajuda-o a curar suas dores, devido as torturas.

CAPÍTULO 9
Os holandeses invadem o local, em sua disputa com portugueses por domínio territorial, e Tomé foge levando a velha escrava que está machucada.

CAPÍTULO 10
Antonio e mais índios estão a caminho de resgatar Tomé, quando ele o encontra. A emoção é grande porque tanto tempo depois toda a família está reunida. Mesmo machucada, a Bernada assim diz ao filho:-Hoje eu não vou morrer!




Uma história linda, sem aqueles detalhes de trilogia, quando o essencial já diz tudo. Por meio dela, vivenciamos as dores e afirmação daqueles que aos olhos da sociedade, eram visto como inferiores e nos dias de hoje, nos levam a refletir se ainda temos os mesmos pensamentos de nossos conquistadores.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários