Metamorfose contínua

12/19/2012 10:03:00 AM


Meu bem, me disseram que aqui estou segura
Estou trancada em seu mundo novamente
Rasgada pela lâmina de suas falsas palavras

Meu bem, ídolo trajado de negro, onde está o cavalo?
Eu sou mais um brinquedo seu e eu adoro servir
Mas tudo tem hora para acabar, você não acha?

Pare de tentar controlar minha mente
Eu sei onde vou, o que quero, o que sou
Humilhada e suja neste calabouço
Escrava e mulher, metamorfose contínua
Salve o meu nome!

Meu bem, é só mais um espetáculo macabro
Estou esperando coletar suas moedas de ouro
A última gota de sangue neste papel

Meu bem, esse engasgo vai me matar e eu serei livre
Eu sou mais dentre tantas concubinas
Mas tudo tem hora para acabar, você não acha?

Pare de tentar controlar minha mente...

Essa dignidade fingida substituída pela ânsia de sair
deste lugar
Correndo pela floresta, perseguida
por você (eu sei o que sou)

Eu lamento dizer que agora eu não
sou mais seu inseto
Correndo pelo mundo, apreciando cada
nuvem azulada neste céu

Pare de tentar colocar palavras na minha mente
Eu sei onde vou, o que quero, o que sou
Pássaro livre que só quer voar
Eterna mulher, esta é a metamorfose contínua
Salve o meu nome!


  • Share:

You Might Also Like

0 comentários