Biografia de Oscar Wilde

1/26/2013 05:52:00 AM

 
"Mas nem o purgatório, nem o paraíso me pareciam escritos para mim. Foi o inferno, sobretudo que li; como não teria gostado dele? O inferno, eu estava lá. O inferno era a prisão..." (p. 256)

"Existem entre nós abismos tão vastos de espaço e de terra! Mas nós nos amamos um ao outro." (p. 258)

"Os deuses carregam o mundo em seu colo .. Em meu berço, foram as Parcas que me ninaram. Agora só posso encontrar a paz na lama" (p. 259)

"Não posso viver sem a atmosfera do Amor: preciso amar e ser amado, qualquer que seja o preço que deva pagar ... O mundo fecha as portas para mim enquanto as portas do Amor me permanece aberta... Sei bem que serei com frequência infeliz... Mas eu o amo ainda: o simples fato dele ter arruinado a minha vida me faz amá-lo." (p. 261)

"A vida não pode ser escrita. Só pode ser vivida. E vivi o suficente." (p. 280)


Meu Deus! Enfim terminei de ler a magnífica e ao mesmo tempo decadente vida de um dos maiores escritoes da literatura inglesa: Oscar Wilde. De cara me identifiquei com a entrega ao amor sem medidas, sacrificando até a sua reputação para consolidar um sentimento ao qual estava elevado ao êxtase, na flor da pele do fiel dândi que fora...

Não direi mais detalhes sobre este livro. Espero que você tenha a curiosidade de lê-lo.


  • Share:

You Might Also Like

0 comentários