Doce rendição

8/16/2013 10:02:00 AM


Em um mundo sombrio) Eu confio em minha própria verdade
(Em meus sonhos, ela vem até mim)
(Rosto incorrupto)
Eu me entrego na profundidade de seus olhos
(E nós podemos dançar em nosso funeral)


Pegue minha mão, nós prosseguiremos apenas
Esperando nossas almas estarem sozinha
Distante do mal e de falsas pessoas
Sorrisos me fazem vomitar
Pequenos como vermes, nós vencemos o jogo
Todos nós somos somente almas perdidas
Queimando cada ofensa dita

Para o meu benzinho, que prometeu me salvar desta tempestade

(Consiga o amor e o faça em pedaços)
Eu confio somente na minha verdade
(Ouça o clamor, sinta a dor)
(Rosto incorrupto)

Oh doce! Doce rendição! Quebre as fantasias...

Pegue minha mão, nós prosseguiremos apenas
Adormecidas criaturas em seu último despertar
Distante do mal e de falsas pessoas
Seus risos me mandam arrepios
Pequenos como vermes, nós perdemos o jogo...
Todos nós somos somente almas perdidas
Queimando cada ofensa dita

Oh doce! Doce rendição!

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários