Rosas

1/10/2014 10:24:00 AM


Por que nada pode iluminar  esta escuridão?
Eu quebrei a lanterna sagrada e a joguei longe
Minha cabeça pode até explodir por você
Mas eu prometi não ser mais uma garota má

Por que nada é igual a uma chance desperdiçada
Quanto ninguém lhe estende a mão e só culpa
Cuspir na minha cara talvez seja algo bem fácil
Mas eu prometi não ser mais uma garota má

A longa cruzada nessa travessia de caminhos atordoantes
(Quem disse que amanhã estaremos melhor? A distância nos separa, baby)
A longa decisão ao nível mais infantil me mata
(Quem disse que eu, uma miserável e ordinária garota poderia ser feliz, baby?)

Baby, promessas também se quebram
A própria família pode ser utópica
A decepção já não é o bastante?
Bem distante, você ouve meu chamado?
Meu Deus!!!

Jogue-me rosas, rosas e mais rosas

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários