Reflexos

3/15/2014 09:40:00 AM


Nunca uma vida pode me sucumbir a forma mais desprezível na qual eu me encontro
Tentando se adaptar ao cotidiano e aos rostos transitantes, por favor me deixe livre
Para que os outros possam me amar do jeito que eu realmente sou
Não quero ter que usar essa máscara macabra que me destes, quando eu percebi
A verdadeira alma de um ser humano na fase tormentosa dos tempos

Correndo incontrolavelmente, eu canso de respirar novamente
Suas pegadas são a minha sombra, eu canso de escapar


Com você, meu reflexo diário, eu pude aprender um jeito criativo de sofrer
Com você, meu reflexo diário, a realidade poderia desaparecer da minha vida
Vamos juntos quebrar esse maldito espelho?
A alma corrompida se desvincula da virgem perdida

Nunca uma vida pode me sucumbir a forma mais delirante na qual eu me encontro
E distante de qualquer prova de amor, eu abracei a morte como meu fiel guia
Para que os outros parem de julgar-me por faltas de oportunidades de ficar de pé
Do lado de fora, ocultado pelas cortinas desse circo macabro que é o meu palco
A verdadeira alma de um ser humano na fase tormentosa dos tempos

Meu apocalipse, é uma era de começos....

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários