Cultura e Sociedade

5/19/2014 06:50:00 AM


A cultura não é para ser compreendida...É para ser vivida a partir de resinificações decorridas das próprias transformações obtidas pela mudança de conceito de cultura. Quando mais tentamos entender e discutir 'o que é cultura',mais extensões se criam dentro desse macro universo de possibilidades de dialogar com a sociedade direta e indiretamente, em seus costumes, crenças, histórias, manifestações, filosofias, pensamentos, etc.

Ao meu ver, tentar criar um modelo de cultura que agregue em sua essência várias culturas, é uma discussão complexa,senão utópica. Cada sociedade apresenta uma cultura característica dela mesma, e dentro daquela suposta delimitação de uma 'cultura social', encontramos raízes de mutualismo que as relacionam com outras culturas.

Há ainda e sempre haverá um dualismo eterno e que pendura nos questionamentos atuais do quem vem a ser cultura. Dentre esses 'dualismos' destaca-se a 'universalização da cultura ocidental', que em 'termos de extensão' vai limitar ou 'particularizar' a sua 'compreensão' gerando uma espécie de fragilização cultural, oriunda da divisão que a mesma pode sofrer.

Tais reflexões acima mencionadas servem de subsídios para futuras indagações sobre o universo da cultura e os aspectos/consequências negativas ou positivas referentes a universalização da cultura ocidental.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários