Haverá perdão?

5/20/2014 05:31:00 AM

Estradas sombrias me guiem até meu adorado morto
Num voo de ânsia desejosa minhas mãos querem tocá-lo
E gritar para o mundo que ninguém pode imaginar
A ferida aberta e sangrando em meu peito por esta dor
Bem acima dos meus pensamentos
Bem acima de minhas crenças
Uma vez só me permita está ao teu lado

Eu me lembro dos campos verdes das vidas passadas
Na mesma hora que eu acariciei seu rosto
Eu senti sua respiração desvanecer com meu sorriso
Por que me dá um amor que não pode ser infinito?
Bem acima dos meus pensamentos
Bem acima de minhas crenças
Uma vez só me permita está ao teu lado

Em minhas mãos está depositada o toque gélido da morte
As cores da vida escapam facilmente em apenas um toque
Realmente condena-me por ser assim
Tão diferente, ausente coração
Haverá perdão?
Perdão?

Repouse tranquilamente em meu colo, não há porque recear
Todo o mal foi expulso de seu corpo, agora restaurado
A maldita que está ao seu lado promete nunca mais amar
Pois seu coração repousa no peito consumido de vermes

Em minhas mãos está depositada o toque gélido da morte
As cores da vida escapam facilmente em apenas um toque
Realmente condena-me por ser assim
Tão diferente, ausente coração
Haverá perdão?
Perdão?
Em minhas mãos me amaldiçoastes com tal fardo
As cores de uma vida de alegria me negastes
Realmente somos suas criaturas
Tão diferente, a dor brinca comigo
Haverá perdão?

Eu rezei aos céus, não durma, meu pedido
Meus sentimentos negativos absorvidos
Na arma que estou segurando
Temos que aprender a esperar nossa queda...

"Tristeza, cantemos esse hino de louvor"

Em minhas mãos está depositada o toque gélido da morte
As cores da vida escapam facilmente em apenas um toque
Realmente condena-me por ser assim
Tão diferente, ausente coração
Haverá perdão?
Perdão?
Em minhas mãos me amaldiçoastes com tal fardo
As cores de uma vida de alegria me negastes
Realmente somos suas criaturas
Tão diferente, a dor brinca comigo
Haverá perdão?

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários