Capítulo 2: O voo do corvo

6/08/2014 05:18:00 PM

A culpa não foi minha. Acho importante enfatizar essas palavras nesse diário. Não sei explicar também o por quê. Só sei que ainda penso nela. A única coisa que realmente desejei, foi libertá-la de tal semblante de tristeza e devolvei-lhe a vida tão bela e curta!

O quão hipócrita estou sendo por dizer tais palavras. Independente do que ache ou não, nada disso importa agora. Eu realmente senti uma força mística naquela garota que me dizia para ressuscitá-la de seus tormentos. Qual culpa carrega uma alma suicida por amor?

Apontar seu dedo na direção de alma tão pura e inocente, é um instinto um tanto quanto aceitável. Mas julgá-la sem saber realmente quais foram seus dramas que lhe conduziram a tal atitude é crucial para entendermos a sua história.

Quem sou eu? Apenas posso dizer que o mistério é o meu único mestre. Não sigo dicotomias de bem ou mal. Apenas tento seguir meu próprio caminho incerto construído por cada decisão que tomo. E ele, é o meu único companheiro.

Ass: Brandon 

Ps: Recolhi do antigo diário de Lindsay, a única folha que não queimou.



  • Share:

You Might Also Like

0 comentários