Suspiros

7/25/2014 12:21:00 PM


Mão trêmula em sua primeira vez
Os olhos fechados esperando  acontecer
A mente distante e perdida deve retornar
Para junto de seu beijo quente

Uma vez deitada na sua cama, permanecerei para sempre sua
Uma vez despida e sozinha, eu irei acariciar seu mundo
O véu de todos os espaços rompidos em um grito

Mão trêmula, recebes e acaricia
Os olhos fechados e a boca esperando
A mente procura uma maneira de fugir
Para longe de teu beijo quente

Uma vez dilatada, repousas com carinho em meu seio
Uma vez entregue, acharás que nenhum medo é maior
Do que me perder....

O véu de todos os espaços rompidos em um gemido

Respirar fundo
Pulso acelerado
O suor que denuncia
Não há grito que escape

Uma vez deitada na sua cama, rodopios de prazer e risos de cólera

Tu perdestes? Tu ganhastes?

Respirar fundo
Iludir meu mundo
Despertar sozinha
E esquecer

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários