Sonhos sombrios

9/23/2014 05:42:00 AM


Corações congelados, eu te invoco
Na noite mais fria
Que meu paraíso desmoronou em cima de meus ombros

Ferida e agonizando
Clamando por salvação
Eis me aqui, sozinha, entregue a tuas mãos

Afagando carinhosamente meus cabelos como uma brisa reconfortante
Cante qualquer música que saía das trevas de teu coração entristecido
Caminhe novamente rumo ao leito das imortalidades renegadas
No íntimo de meus sonhos sombrios, você há de habitar

Purificai o corpo já violado por ardentes desejos
Na noite mais fria
Que meu paraíso desmoronou em cima de meus ombros

Estando assim fraca, sou sua?
Clamando por salvação
Eis me aqui, sozinha, entregue a tuas mãos

Afagando carinhosamente meu corpo, é a única coisa que desejas
Depois me colocarás nos berços da luxúria para sempre, esquecida
Caminhe novamente entre as trilhas de lindas rosas e mortais espinhos
No íntimo de meus sonhos sombrios, você há de escapar

Noite, somente a noite, pode ouvir meu chamado
Estabeleça os novos rumos, um rastro de luz
Deixe-me tentar, antes que eu seja seduzida
No íntimo de meus sonhos sombrios, você há de ser morto!

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários