Capítulo 10: Lithium

3/10/2015 09:09:00 AM

Acredito que para minha sorte (ou não) lá estava no sofá meu pai bêbado, dormindo... Aproximei dele e o cobri, pois já fazia frio. O nó na garganta só aumentara desde então. Como eu poderia sobreviver assim? Eu seria sempre a sua pedra no sapato, a garota que lembraria seu amor perdido, uma fraca e covarde criatura que hoje decidiria desistir de tudo!

Acordei depois de um pesadelo. Fui para a minha última aula com um falso senso de cabeça erguida. O primeiro horário seria o do professor Brandon. Provavelmente ele se assustaria por perceber que eu estava lá na primeira fila. Me veio à cabeça aquela nossa conversa no banheiro e o seu toque arrepiante...

"O voo do corvo liberta,
a alma que tristemente lhe evoca!".



Brandon se aproximo de mim há algum tempo atrás e sussurrou gentilmente a frase que até hoje me lembro. visto que senti vontade em escrever em meu diário, que futuramente seria a única lembrança a restar do que eu fui.

Naquele momento eu não entendi o que significava aquela frase. E ele não estava aqui pra me dizer mais nada. Eu só queria que chegasse a hora do meu fim. Escrevi uma carta durante as aulas e esperei o momento certo para depositar na bolsa de Marx.  Todos estavam por dentro dos meus recentes micos e não sei o por que decidiram hoje não pegar meu pé. Era uma tentativa de me fazer parar de pensar em desistir de tudo? O restante da história todo mundo sabe...

"Ela vai se matar!" Carol mexeu na bolsa de Marx e viu o bilhete. Imediatamente saiu, provavelmente atrás de mim. "Não acredito que ela vai pagar mais um micão logo hoje!"

"Professor, devemos ir à piscina agora!"Disse Marx desesperado ao ler o bilhete que estava em cima de sua cadeira. Ninguém entendeu o motivo do aparente terror em sua face, até que ele saiu correndo. Os alunos riram, pensando que era mais uma brincadeira ou que de fato, ele devia estar ficando louco, até que Wanessa pegou o bilhete.

"Não é nada demais. É só uma carta apaixonada da sonsa da Lindsay. Parece que o mico de ontem não colocou juízo naquela cabeça de minhoca com óculos." Disse ela, exibindo o papel para os demais. Assim que começou a ler, deu um grito: "Não!!!! Temos que ajudá-la! Professor é verdade! Parem de rir, seus otários! Ela vai se matar mesmo! Ela não sabe nadar..."




Lítio

Lítio- Não quero me isolar
Lítio- Não quero esquecer como é sentir saudades
Lítio- Eu quero permanecer apaixonada, com minha tristeza
Oh mas Deus, quero me libertar

Venha pra cama, não me deixe dormir sozinha
Não poderia esconder o vazio que você mostra sem saber
Nunca se mostrou ser tão frio
Apenas não bebeu o bastante para dizer que me ama

Eu não posso me acalmar
O que há de errado comigo

Lítio- Não quero me isolar
Lítio- Não quero esquecer como é sentir saudades
Lítio- Eu quero permanecer apaixonada, com minha tristeza
Oh

Não quero ficar pra baixo dessa vez
Afogar minha vontade de voar
Aqui na escuridão, eu conheço eu mesma
Não me prenda antes que eu me liberte
Deixe-me ir

Querido, eu te perdôo por tudo
Qualquer coisa é melhor do que ficar sozinha
E no fim, eu acho que eu falhei
Sempre encontro meu lugar entre as cinzas

Eu não posso me acalmar
O que há de errado comigo

Lítio- Não quero me isolar
Lítio- Não quero esquecer como é sentir saudades
Lítio- Eu quero permanecer apaixonada, com minha tristeza
Oh mas Deus, eu quero me libertar

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários